XD Classificados Facebook Twitter

Esportes

imagem

Rádio Ebenézer

Aluguel de Brinquedos.

imagem

Moreira Tattoo

imagem

Atacadão Das Cestas Básicas Xerém

Atadadão das cestas Xerém.

imagem

Auto Box Auto Center

AUTO BOX.


Esportes

foto

Foto: Divulgação (Ferj)

Tigres é derrotado pelo Boavista, e perde a chance de ir à final da Copa Rio


O Boavista está na final da Copa Rio. Na tarde da última quarta-feira (13), no jogo de volta das semifinais, o Verdão bateu o Tigres do Brasil por 3 a 1, de virada, no Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema. Além de se garantir na decisão, o time da Região dos Lagos carimba passaporte a uma competição nacional em 2018: Copa do Brasil ou Série D.

Apesar do Tigres ter saído na frente, com Raphael Carioca, o Boavista contou novamente com o artilheiro Felipe Augusto inspirado. Ele marcou duas vezes e virou o marcador. Willian Maranhão, já nos acréscimos da segunda etapa, decretou o placar final a favor dos donos da casa.

Na finalíssima o adversário do Boavista será o Americano, que eliminou o São Gonçalo. Os duelos serão nos dias 21 e 27. Sorteio na quinta-feira (14), na sede da FERJ, definirá a ordem dos mandos. O campeão escolhe se irá disputar Série D ou Copa do Brasil. O vice fica com a vaga restante.

LÁ E CÁ: 1 a 1 NA METADE INICIAL

A semifinal começou animada em Saquarema, com boas chances de ambos os lados. Dono da casa, o Boavista criou primeiro. Caio encheu o pé, mandando por cima do goleiro Léo. Aos 17, em descida pela direita, o Verdão assustou novamente. Leandrão estava pronto para fechar, mas Oliveira apareceu de forma providencial, evitando o gol.

A parada técnica veio em boa hora para o Tigres, que voltou mais atraente no campo de ataque. Em cobrança de falta executada por Bruninho que parecia cruzada na área, a bola tomou a direção do gol, acertando a trave. Dudu também arriscou de longe e quase encobriu Rafael, que se recuperou a tempo.

De tanto insistir, o Tigres saiu na frente do placar aos 34 minutos. Bruninho, em descida pelo lado direito, cortou para a perna canhota e cruzou na medida. Bem posicionado, Raphael Carioca só ajeitou o corpo e executou a cabeçada no contrapé de Rafael: 1 a 0 para a Fera de Xerém, que àquela altura já estava com o treinador Emanoel Sacramento expulso, por reclamação.

Soberano, o Tigres dava amostras de que iria para o intervalo com a vantagem no placar. No entanto, aos 45 minutos, brilhou a estrela de Felipe Augusto. Artilheiro da competição, ele recebeu passe açucarado de Leandrão, que curtiu uma de armador. Na saída do goleiro, toque sutil, que colocou 1 a 1 no placar.

GOL RELÂMPAGO E VIRADA DO VERDÃO

Na volta do intervalo, Eduardo Allax apostou na entrada de Lucas na vaga de Caio. E deu certo logo com 40 segundos. O meia levou a bola à linha de fundo e cruzou na medida para Felipe Augusto. O iluminado artilheiro do Verdão testou firme, marcando o segundo dele, virando o placar para 2 a 1.

Necessitando ao menos do empate, Emanoel Sacramento abriu mão do esquema com três zagueiros, sacando Matheus Avelar e colocando o meia Miguel. Só que a Fera estava menos inspirada na etapa complementar. Melhor para o Boavista, que se mantinha na frente do marcador e ainda criando as melhores oportunidades. Leandrão e Julio Nascimento passaram perto de ampliar a contagem.

O último suspiro do Tigres foram as entradas de Rafael Lima e Diego Salaes. O primeiro, mesmo sendo zagueiro, cumpriu a função de centroavante. A Fera esboçou uma pressão em busca do gol que garantiria a vaga na final, mas no contragolpe foi o Boavista que marcou. Willian Maranhão recebeu dentro da área e encheu o pé: 3 a 1 e Boavista garantido na disputa pelo título.

A PARTIDA
Boavista 3x1 Tigres do Brasil - Copa Rio, semifinal (volta) - 13/09/2017

Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema - RJ)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Assistentes: Marcio Moreira de Queiroz e Ivan Silva de Araújo

Boavista: Rafael; Thiaguinho Silva, Victor, Anderson Luiz e Júlio Cesar (Vitor Faíska, 36'/2ºT); Willian Maranhão, Júlio Nascimento, Caio (Lucas, intervalo) e Fellype Gabriel (Jean, 15'/2ºT); Felipe Augusto e Leandrão. Técnico: Eduardo Allax.

Tigres do Brasil: Léo; Oliveira, Admilton e Matheus Avelar (Miguel, 18'/2ºT); Ronaldo, Lucas, Giovanni, Bruninho (Rafael Lima, 26'/2ºT) e Wallace; Dudu (Diego Sales, 40'/2ºT) e Raphael Carioca. Técnico: Emanoel Sacramento.

Cartões amarelos: Felipe Augusto, Leandrão, Willian Maranhão e Lucas (BOA); Wallace, Admilton e Dudu (TIG)

Gols: Raphael Carioca, 34'/1ºT (1-0); Felipe Augusto, 45'/1ºT (1-1); Felipe Augusto, 1'/2ºT (2-1); Willian Maranhão, 46'/2ºT (3-1)

Fonte: Redação Futrio

18 de Setembro de 2017

08:04:47

compartilhe

Contador: 000046

imagem

Transporte Escolar & Universitário Xerém Caxias & Petrópolis

Transporte.

imagem

Xerém Eletromóveis

A entrega.

imagem

Xerem Digital

O seu guia de.

imagem

Texturacor Xerém

Um novo conceito.