XD Classificados Facebook Twitter

Esportes

imagem

Academia Anatomia

Academia Anatomia.

imagem

Guilherme Rosa Nutricionista Home Care

imagem

Curso Preparatório Esan Trindade

Reforço Escolar.

imagem

Phoenix Cell

Concerto e Desbloqueio.


Esportes

foto

Foto: Gabriel Farias (Futrio)

Reta final da B1 chega e clubes iniciam longo hiato antes de voltarem a campo

Maioria das equipes que não estão nas finais só reaparecem em maio de 2019


Imagina assistir um jogo do seu clube do coração em setembro de um ano e depois ter que esperar até maio do outro para voltar a vê-lo em ação. É isso que acontecerá para a maior parte dos participantes da Série B1 do Campeonato Carioca, que passaram três meses e meio entrando em campo para uma maratona de partidas e agora vão experimentar o outro lado da moeda: o longo período que ficarão afastados dos gramados.

Dos clubes que disputam ou disputaram a Segundona deste ano, quatro seguem sonhando com o acesso: Americano, America, Sampaio Corrêa a Audax, que estarão nas semifinais gerais. Outros dois, Friburguense e Itaboraí, permanecem vivos na Copa Rio, ou seja, terão mais algumas semanas de atividade pela frente. Outros 14 times, entrentanto, já iniciaram o longo período de inatividade.

Das equipes que já estão paradas, 11 seguirão na Série B1, enquanto outras três - Barcelona, Santa Cruz e Carapebus - foram rebaixadas à Série B2. A Segundona, na atual temporada, começou em maio, enquanto a Terceirona teve início no mês seguinte. Se mantendo este cenário, serão pelo menos oito meses de inatividade, já que grande parte destes times entraram em campo pela última vez no dia 1º de setembro.

Essa lista ainda aumentará com as duas equipes que forem eliminadas nas semifinais gerais e ficarem sem o acesso. Por outro lado, os dois felizardos que conquistarem as vagas na Série A terão pela frente a Seletiva e um calendário igualmente incerto, sem a garantia de participação na fase principal do Cariocão. Ao menos estarão novamente em ação já no início do próximo ano.

Menos de quatro meses de bola rolando

A Série B1 começou em 19 de maio e teve a fase regular chegando ao fim em 1º de setembro. Ou seja: menos de quatro meses com bola rolando. Cada equipe disputou, ao menos, 19 jogos referentes às etapas classificatórias das Taças Santos Dumont e Corcovado - as que foram finalistas, ampliaram, de maneira variada, tal número.

Copa Rio e competições nacionais podem minimizar inatividade

Americano, Audax, Friburguense e Itaboraí, semifinalistas da Copa Rio, lutam por vagas na Copa do Brasil e Série D do Brasileiro de 2019. O campeão escolhe a competição de preferência, enquanto o vice fica com a restante. As participações podem reduzir o período de distância com os torcedores.

Tendo 2018 como parâmetro, a Copa do Brasil começou em 31 de janeiro, enquanto a Série D teve pontapé inicial em 23 de abril. Neste caso, um outro problema pode nascer: a necessidade de se formar um elenco mais cedo, mas para uma disputa que pode ser curta, enquanto a Segundona da próxima temporada deve mesmo começar em maio.

Séries B2 e C: mesmo problema

A Série B2 segue em disputa até outubro, assim como a Série C. O cenário, entretanto, é praticamente o mesmo da Segundona. Quando as competições chegarem ao fim, os clubes terão que esperar um longo tempo até voltarem às quatro linhas. No caso da Terceirona, em 2018, a bola só rolou em junho. Na Quartona, a espera foi ainda maior, tendo começado no final de julho.

Fonte: Gabriel Farias (Futrio)

25 de Setembro de 2018

08:23:38

compartilhe

Contador: 000021

imagem

Moreira Tattoo

imagem

Center Fruit Da Jú

Posso todas as coisa naquele
que me fortalece (Fil.

imagem

Max Cartuchos Informática & Recarga De Toner

O maior especialista em recarga de Cartuchos e Toner da localidade.

imagem

Atacadão Das Cestas Básicas Xerém

Atadadão das cestas Xerém.