XD Classificados Facebook Twitter

Notícias

imagem

Academia Anatomia

Academia Anatomia.

imagem

Genesis Beneficios


SEU CARRO PROTEGIDO.

imagem

Max Cartuchos Informática & Recarga De Toner

O maior especialista em recarga de Cartuchos e Toner da localidade.

imagem

Espaço Mantiquira

VENHA NOS VISITAR !!
SEU ESPAÇO DE NEGÓCIOS E ENTRETERIMENTO.


Notícias

foto

Menina Que Caiu Numa Poça De Gasolina Morreu Dias Depois Do Acidente

Foto: Reprodução Da Internet.

Mãe e avô de menina morta após cair em gasolina no RJ estão envolvidos em furto de combustível

Criança teve 80% do corpo queimado durante o vazamento provocado pela tentativa de furto.
Eles vão responder por cinco crimes, entre eles homicídio qualificado


A mãe e o avô da menina Ana Cristina Pacheco Luciano, de nove anos, que morreu após ter 80% do corpo queimado ao cair em uma poça de gasolina, estão envolvidos na tentativa de furto do oleoduto que provocou o vazamento, segundo investigação da Polícia Civil do Rio.

A Delegacia de Serviços Delegados apurou que Antônio Martins da Silva e Fernanda Pacheco Luciano atuavam, desde 2016, como olheiros dos criminosos. Eles recebiam cerca de R$ 500 por roubo para alertarem sobre a chegada de policiais ou vigilantes da companhia durante os crimes.

Eles vão responder por cinco crimes: homicídio qualificado (porque eles assumiram o risco da morte de pessoas), furto qualificado, crime contra o meio ambiente, crime contra a ordem econômica e organização criminosa. Ainda não há pedido de prisão para os dois.

O caso ocorreu na madrugada do dia 26 de abril em Xerém Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A menina foi queimada durante o vazamento provocado pela tentativa de furto da gasolina do tipo A – pura, sem álcool anidro e, por isso, muito mais forte - do duto Orbel 1, da Transpetro, que transporta combustível entre o Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Ana Cristina, havia sofrido queimaduras químicas, principalmente nos braços e pernas, chegou a passar por cirurgias.

Na ocasião, a Defesa Civil de Duque de Caxias informou que quatro famílias, com um total de 17 pessoas, precisaram sair de suas casas por causa do vazamento. O funcionário da Transpetro que tentou conter o vazamento afundou em um buraco e também sofreu queimaduras.

Na época em que a criança estava internada, a mãe contou ao RJ1 seu desespero quando tudo aconteceu.

"A gente correu e nisso ela provavelmente não conseguiu respirar. O ar estava sufocando, a boca ficava seca, dava ânsia de vômito e a gente não conseguia mais fazer nada. Então minha filha caiu, vi que ela sumiu em meio a tanta neblina de combustível. Achei que ela estava morta", relatou a mãe.

Até o momento três pessoas já estão presas: Willian Cesar Vieira, Ventura Carmona Ventura, Sônia Cristina Tavares Ventura. Wesley Muniz Poleti e Mateus Kevin da Silva estão foragidos e ainda são procurados.

Fonte: Marcelo Elizardo, Tv Globo

25 de Junho de 2019

14:52:51

compartilhe

Contador: 002282

imagem

Espaço Psicopedagógico Granjear Xerém

PSICOPEDAGOGA.

imagem

Xerem Digital

O seu guia de.

imagem

Colégio Cenic

imagem

R A Cosméticos